segunda-feira, 18 de maio de 2009

Como funciona a tarja magnética dos cartões de crédito



A tarja no verso de um cartão de crédito é uma tarja magnética, muitas vezes conhecida como magstripe. A tarja magnética é composta de partículas magnéticas à base de ferro espalhadas por uma película semelhante a um filme. Cada partícula é realmente uma barra magnética muito estreita com cerca de 50 milionésimos de centímetro de comprimento.
A tarja magnética pode ser "escrita" porque os pequenos imãs em barra podem ser magnetizados na direção do Pólo Norte ou na direção do Pólo Sul. A tarja magnética no verso do cartão é muito semelhante a uma fita cassete presa a um cartão.Em vez de motores movendo a fita para que ela possa ser lida, sua mão provê o movimento quando você passa o cartão de crédito por uma leitora de cartões.

Formatos de tarjas magnéticas
Há três trilhas em cada tarja magnética. Cada tarja tem 0,28 centímetro de largura. O padrão ISO/IEC 17811, utilizado por bancos, especifica que:
* a primeira trilha tem 210 bits por polegada (bpi) e retém 79 caracteres apenas para leitura, de paridade de seis bits ou mais;
* a segunda trilha tem 75 bpi e retém 40 caracteres, de paridade de quatro bits ou mais;
* a trilha três tem 210 bpi e retém 107 caracteres, de paridade de quatro bits ou mais.
O seu cartão de crédito normalmente usa apenas as trilhas um e dois. A trilha três é uma trilha de leitura e escrita (que inclui uma senha de acesso cifrada, o nome do país, unidades de câmbio, limite autorizado), mas seu uso não é padronizado entre os diferentes bancos.
A informação na trilha um é contida em dois formatos - A, que é reservado para uso exclusivo da emissora do cartão, e B, que inclui o seguinte:
* sentinela inicial - 1 caractere
* código de formato= "B" - 1 caractere (alfa apenas)
* número primário da conta - até 19 caracteres
* separador - 1 caractere
* código de país - 3 caracteres
* nome - 2-26 caracteres
* separador - 1 caractere
* data de expiração ou separador - 4 caracteres ou 1 caractere
* dados discricionários - caracteres suficientes para completar o comprimento máximo de registro (total de 79 caracteres)
* sentinela final - 1 caractere
* verificação de redundância longitudinal (LRC), uma forma de caractere de verificação computadorizada - 1 caractere
O formato para a trilha dois (em inglês), desenvolvido pelo setor bancário, inclui:
* sentinela inicial - 1 caractere
* número primário da conta - até 19 caracteres
* separador - 1 caractere
* código de país - 3 caracteres
* data de expiração ou separador - 4 caracteres ou 1 caractere
* dados discricionários - caracteres suficientes para completar o comprimento máximo de registro (total de 40 caracteres)
* LRC - 1 caractere
Há três métodos básicos para determinar que seu cartão de crédito é capaz de pagar pela compra que você está realizando.
* Os comerciantes com poucas transações a cada mês fazem autenticação de voz, por meio de um telefone de toque.
* Terminais de leitura de cartões magnéticos com captura eletrônica de dados (EDC) estão se tornando mais comuns, da mesma forma que você mesmo passa seu cartão pelo leitor para concluir uma compra.
* Terminal virtual na Internet
É assim que o processo funciona: depois que você (ou o caixa) passa o cartão de crédito pelo leitor, o software EDC no terminal de ponto de venda (POS) liga, via modem, para um número armazenado na memória, conhecido como acquirer. O acquirer representa uma organização que recolhe pedidos de autenticação de cartões de crédito vindos de comerciantes e oferece garantia de pagamento a eles.
Quando a empresa que opera a autenticação recebe o pedido, ela verifica a validade da transação e os dados registrados na tarja magnética em busca de:
* identidade do comerciante
* número válido de cartão
* data de expiração
* limite do cartão de crédito
* uso do cartão
As transações de processamento discado são conduzidas em velocidade de 1.200 a 2.400 bps, enquanto a autenticação direta via Internet oferece velocidade muito mais alta. Sob esse sistema, o usuário insere uma senha de identificação pessoal (PIN) usando um teclado.
Caso o caixa automático não aceite seu cartão, o problema é provavelmente:
* tarja magnética suja ou arranhada
* tarja magnética apagada
A causa mais comum de tarjas magnéticas apagadas é a exposição a imãs, como os usados para prender coisas à geladeira, ou o desmagnetizador que desativa as etiquetas EAS de vigilância eletrônica em lojas.
Fonte:
1.http://informatica.hsw.uol.com.br/tarja-magnetica.htm

Nenhum comentário: